NOTÍCIAS

Quatro navios, quatro décadas de história

September 17, 2018

Por OM Internacional 
Tradução de Rodrigo Mendes
Revisão Eunice L. Amaro

 

O Capitão Tom Dyer (EUA) faz parte da organização, há 38 anos , e se ofereceu como voluntário em todos os quatro navios que operaram como navios de livros. Ele foi treinado e serviu, por alguns anos, na Marinha dos Estados Unidos, mas ficou intrigado quando ouviu, pela primeira vez, sobre o navio voluntário Logos. Tendo, inicialmente, se comprometido a servir a bordo por seis meses, o jovem marinheiro Tom se juntou ao navio em 1980, em Hong Kong. Em sua primeira viagem, Logos estava indo para a Tailândia. "Na viagem, encontramos dois barcos de refugiados vietnamitas cujos passageiros resgatamos ao longo de dois dias", disse ele.

 

Passando do Logos para seu navio irmão, Doulos , em 1983, Tom visitou o Oriente Médio, onde trabalhou no departamento de convés. Ele permaneceu no Doulos até o final de 1984 e passou nas qualificações para se tornar um Chief Mate. Ele também iniciou um relacionamento com uma colega de tripulação, Maggie (EUA).

 

Tom e Maggie se casaram em janeiro de 1985 e voltaram para o Logos em junho, no Caribe, com Tom atuando como Chief Mate. Seu primeiro filho, Tommy, nasceu em 1986, o mesmo ano em que Tom (Sênior) obteve sua licença de capitão. Em 4 de janeiro de 1988, apenas seis semanas após o nascimento de seu segundo filho, Joshua, o Logos encalhou na costa da Argentina e toda a tripulação teve que abandonar o navio. Misericordiosamente, ninguém foi ferido no naufrágio. Tom e sua jovem família retornaram aos EUA.

 

Em setembro de 1988, houve um chamado para retornar ao Doulos, desta vez como capitão. Pouco tempo depois, os Dyer foram transferidos para um novo navio, o Logos II - o substituto do Logos, financiado por doações de todo o mundo. O navio foi reformado em Amsterdã, onde a filha do capitão Tom e Maggie, Esther, nasceu em 1989. A família continuou sua aventura marítima no Logos II até o nascimento de seu filho mais novo, Caleb, quando decidiram criar a família em terra.

 

Com o Logos II e o Doulos tendo chegado ao fim de sua vida útil, em 2010, o capitão Tom voltou como capitão do Logos Hope. Desde então, tem sido o capitão para curtos períodos. Refletindo sobre suas experiências de quase 40 anos com a organização, o Capitão Tom disse: “Em muitos aspectos, o trabalho não mudou: a feira de livros é quase a mesma de 30 anos atrás, exceto que agora é dentro do navio. A feira de livros e o café do Logos Hope são bem planejados; é uma ótima oportunidade para se conectar com as pessoas lá embaixo.”

 

Texto original

 

A OM Navios conta com 13 missionários brasileiros atuando

 

O papel da OM na Igreja é mobilizar pessoas para compartilharem o conhecimento de Jesus e seu amor com cada geração em cada nação. A OM é pioneira e lidera iniciativas para resgatar vidas, reconstruir comunidades e restaurar um objetivo em mais de 110 países.

 

Compartilhar
Compartilhar
Curtir
Please reload

Notícias em destaque

Lutando contra a pobreza do conhecimento bíblico

May 31, 2019

1/7
Please reload

Notícias recentes

October 30, 2019