NOTÍCIAS

Impactando jovens filipinos

July 28, 2018

Por OM Internacional

Tradução de Rodrigo Mendes

Revisão Eunice L G Amaro

 

Nora é uma alemã que doou seu trabalho por 10 semanas, em Cebu, Filipinas, no início de 2018. O texto a seguir é Nora falando sobre sua experiência em ajudar no instituto de aprendizagem da OM que ajuda os alunos a concluírem os exames do ensino médio.

 

Quando ando pela rua rumo ao prédio do Alternative Learning System (Sistema de Aprendizado Alternativo -ALS), ouço vozes cantando alto e cheias de paixão. Quanto mais me aproximo, mais claras ficam as palavras. “Vou invocar seu nome, quando os oceanos se levantarem ...”. Eu reconheço a música, enquanto bato no grande portão turquesa, imaginando quem está na guitarra. O portão se abre, eu entro e os vejo: um grupo de jovens adultos sentados em um círculo, um aluno tocando o beatbox, Mark na guitarra. Enquanto ando em direção a eles, vejo uma jovem de costas cozinhando arroz. São 12:30, hora do almoço. “Oi Nora! Bom te ver!” Os alunos me recebem bem. Sento-me para cantar com eles, penso em cada aluno e no papel que a ALS desempenhou em suas vidas.

 

O ALS é uma instituição de aprendizado para aqueles que abandonaram a escola, ou foram reprovados em seus exames. Iniciado pela OM Filipinas, Cebu, o ALS é diferente de outras instituições, porque seus trabalhadores se esforçam para transformar vidas por meio do Espírito de Deus. Kuya Dabe, um dos professores, dá uma alternativa à sigla ALS: “Vida Ativa no Espírito”. Ele ama ver as vidas transformadas e sente-se honrado em investir e ensinar os alunos. Ele fica surpreso, quando os alunos são capazes de relembrar suas vidas e ver que, com Deus, todas as coisas são possíveis.

 

Lyra, a chefe da equipe do ALS, diz que não se trata apenas de preparar os alunos para os exames, mas de ensinar-lhes quem são em Cristo, o que influenciará todas as outras áreas de suas vidas. “A confiança deles aumentará, eles poderão refletir sobre suas experiências, aprender a perdoar e ser perdoado por todo o mal que experimentaram”, diz ela. “Eles estão encontrando uma nova família em Cristo”.

 

Iniciado há dez anos, pelo ALS passaram muitos grupos diferentes de alunos, funcionários e locais. Hoje, é dirigido por Lyra, sua equipe de dois professores e alguns voluntários internacionais como eu. Eu só estou aqui há seis semanas, mas o ALS me impactou desde o meu primeiro dia. Aqui, eu vejo Deus trabalhando na vida dos alunos e na minha. Enquanto eu ensino inglês e habilidades para a vida, conheço os alunos em um nível muito pessoal. Cada uma de suas histórias é tocante, e, muitas vezes, um testemunho do grande amor de Deus.

 

Mark, o rapaz da guitarra que eu mencionei anteriormente, é estudante aqui. Ele havia abandonado a escola e só entrou no ALS, porque seu irmão veio e o encorajou a vir. Mesmo sendo bastante tímido e assustado, no começo, ele continuou vindo, por causa das amizades que encontrou. Sua parte favorita do ALS era o estudo da Bíblia, nas manhãs de sexta-feira. Ele diz que ama os valores morais que aprendeu e como Deus mudou sua vida, acrescentando: “Eu era muito orgulhoso antes”. Hoje, eu o vejo, humildemente, limpando a cozinha depois do almoço, mesmo sem estar de serviço. Ele ama tocar guitarra, e tem melhorado suas habilidades, apenas por cantar com os outros.

 

Agora que ele passou no exame do ALS, está cursando bacharelado em Ciências da Criminologia e é voluntário na OM sempre que tem tempo. A equipe e os estudantes do ALS se tornaram uma família para ele.

 

A menina que cozinhava arroz, quando eu entrei, se chama May. Ela não foi capaz de cursar o ensino médio, porque sua família se mudou. Ainda assim, ela desejava voltar à escola, para poder sustentar financeiramente sua família o mais rápido possível. Suas condições de vida e um amigo pastoral em sua comunidade a motivaram a aproveitar a oportunidade oferecida pelo ALS. May se descreveu como "anti-social", durante suas primeiras semanas no ALS, mas isso mudou lentamente. Ela vem, agora, muitas vezes, porque as pessoas se tornaram sua família. Enquanto ela estudava, Deus mudou sua vida. Vinda de um passado não cristão, ela aprendeu sobre Cristo, conheceu outros cristãos e agora os chama de amigos. Ela ama aprender a tocar piano, fazer passeios como retiros da igreja, praticar esportes e, acima de tudo, colocar Deus em primeiro lugar. Hoje, ela está cursando bacharelado em Educação Cristã em uma escola bíblica, e ainda passa seu tempo livre no ALS, ou com os amigos que encontrou aqui. Seu sonho é se tornar uma missionária.

 

Ambos, Mark e May, também são voluntários de outros ministérios da OM, como o evangelismo das crianças aos sábados, que acontece no próprio bairro de May, onde, quando criança, ouviu pela primeira vez sobre a OM. Agora ela mesma é voluntária no trabalho  para ganhar outras crianças para Cristo.

 

A maioria dos alunos que o ALS serve vêm de famílias desestruturadas, viciados em drogas, intoxicadas e  em  vícios de jogo. São produtos de lares abusivos e quebrados. O fruto do trabalho de Deus em suas vidas, por meio do ALS, é evidente em muitas áreas. Cerca de 80% dos alunos do ALS passam no exame final. O grupo atual é menor que o habitual. Apenas 17 alunos fizeram o exame, dos quais 13 passaram. A taxa de aprovação do ALS da OM é muito maior que a taxa nacional. No futuro próximo, algumas coisas vão mudar. Alguns funcionários vão embora e, assim, surge a necessidade de novos professores. Além disso, outro ministério da OM será realizado no mesmo edifício. Será um desafio, assim como a localização do edifício do ALS já é um desafio por si só. Algumas crianças pensam em ir para o ALS, mas acham difícil chegar até lá de transporte público.

 

Por favor, junte-se a nós em oração para que cada aluno saiba que Deus tem todas as coisas em suas mãos e é em quem eles devem confiar, não apenas para a sabedoria escolar, mas para tudo. Ore, para que Deus continue usando o ALS para atender a esses jovens onde eles estão e atender às suas necessidades físicas, emocionais e espirituais.

 

Texto original aqui.

 

O papel da OM na Igreja é mobilizar pessoas para compartilharem o conhecimento de Jesus e seu amor com cada geração em cada nação. A OM é pioneira e lidera iniciativas para resgatar vidas, reconstruir comunidades e restaurar um objetivo em mais de 110 países.

 

 

Compartilhar
Compartilhar
Curtir
Please reload

Notícias em destaque

Lutando contra a pobreza do conhecimento bíblico

May 31, 2019

1/7
Please reload

Notícias recentes

October 30, 2019