NOTÍCIAS

Deus nos mostrará o caminho

December 20, 2017

 

Por Janet Weber

Tradução de Rodrigo Mendes

Revisão de Eunice Ladeia Amaro

 

Depois de muitos anos no Campus Crusade for Christ e Global Hope Network International, treinamento de seminário e serviço pastoral de sua igreja, Sonia Yip tornou-se diretora da OM em Hong Kong ,em agosto de 2017. Para uma mulher de 40 anos - uma líder muito jovem para padrões chineses - a decisão de aceitar o cargo não foi fácil e exigiu muita oração. Aqui Sonia compartilha sobre o que a encorajou a aceitar a direção e por que ela é apaixonada por ver jovens encontrarem seu lugar no reino de Deus.

 

 

OM: Por favor, conte-nos sobre sua decisão de assumir o papel de Diretora da OM Hong Kong.

 

Sonia: Cheuk Chung, o ex-diretor, compartilhou por que ele queria que eu assumisse o cargo: ele disse que se as igrejas de Hong Kong querem enviar alguém para missões. Eles, geralmente, querem que eles completem o seminário e façam o trabalho pastoral na igreja antes de irem. As igrejas, geralmente, não encorajam pessoas de 20 anos a entrar em missões.

 

Mas na OM é diferente: encorajamos os jovens a juntar-se a missões, mesmo depois de terminar a escola. Essa foi a minha experiência. Logo depois de terminar a universidade, entrei na Campus Crusade. Então eu sei que pode ser feito. O seminário é importante, mas as pessoas têm experiências e jornadas diferentes. Não existe uma fórmula única. Por minha experiência, quero encorajar os jovens a fazê-lo.

 

Ao considerar o papel, eu precisava pensar sobre como as igrejas em Hong Kong aceitariam minha liderança sendo tão jovem. Muitos em Hong Kong acham que você precisa estar nos seus 50 ou 60 anos para ser um líder. Na minha tomada de, falei com uma mulher no Conselho da OM que era minha professora de seminário e era missionária no Afeganistão. Eu mencionei minhas deliberações. Ela compartilhou que a OM é uma agência de missão para jovens. Seu encorajamento confirmou que eu deveria assumir o papel.

 

 

OM: Como a OM trabalha com igrejas em Hong Kong para mobilizar jovens para missões?

 

Sonia: É sobre isso que estou pensando. Muitas vezes as igrejas dizem que o trabalho missionário exige muita maturidade. Se uma igreja é recém-plantada, alguns dizem que após 10 anos podem começar a fazer viagens de missão de curto prazo. Depois de mais 10 anos, eles podem começar a pensar em enviar missionários de longo prazo. Isso são 20 anos!

 

Na Bíblia, uma vez que as pessoas são chamadas a Cristo, estão tão felizes em ter o evangelho que eles vão contar para outras pessoas. Não se trata de há quantos anos as pessoas são crentes. Ouvimos o evangelho, fomos salvos e queremos compartilhar isso com outras pessoas.

 

É verdade que, se queremos ir para o exterior para lugares culturalmente muito diferentes, precisamos de treinamento, que é quando a OM pode ajudar. Cheuk Chung fez um bom trabalho nisso. Ele recrutou muitos jovens para o Ministério do Navio ou treinamento de Discipulado de Missões. Gostaria de convidar essas pessoas para serem embaixadoras, compartilhando suas histórias nas igrejas. Podemos treiná-los a falar na igreja, para que as igrejas possam ver como os jovens podem servir muito bem no campo missionário.

 

 

OM: Em cinco anos, olhando para trás em sua liderança, o que você consideraria como um sucesso?

 

Sonia: Uma das minhas paixões é ajudar as pessoas a viver o seu potencial - descobrir o que Deus as chamou para fazer. Todos têm um chamado diferente. Se vivermos isso, poderemos servir melhor no reino. Se alguém diz: "Não sei o que posso fazer", quero ajudá-los a encontrar o chamado de Deus.

Eu também quero ver nossa equipe da OM realizado ações de acordo com seu chamado. E eu quero ajudar aqueles que entram em missões para encontrar seu lugar. Isso me entusiasma.

 

 

OM: No que você deseja focar nos próximos anos?

 

Sonia: Não vim querendo fazer muitas coisas quando eu me tornei diretora. Perguntei a Deus quais eram as coisas mais importantes aqui. Eu queria que a OM valorizasse a adoração, a oração e a missão. Queria que pedíssemos a Deus o que Ele queria, antes de pensarmos em alguma estratégia. Quando eu estava no Campus Crusade, fomos muito fortes em estratégia e organização. Mas depois de muitos anos, percebi que o mais importante não é a estratégia. Deus nos mostrará o caminho.

 

Texto original.

 

O papel da OM na Igreja é mobilizar pessoas para compartilhar o conhecimento de Jesus e Seu amor com cada geração em cada nação. A OM é pioneira e lidera iniciativas para resgatar vidas, reconstruir comunidades e restaurar a esperança em mais de 110 países.

Compartilhar
Compartilhar
Curtir
Please reload

Notícias em destaque

Lutando contra a pobreza do conhecimento bíblico

May 31, 2019

1/7
Please reload

Notícias recentes