NOTÍCIAS

Mudando a vida das crianças

October 3, 2017

Por Nicole James

Tradução: Jaqueline Galhardo

Revisão: Jéssica Ferri

 

Grandes sorrisos, cantorias com muita energia e um jogo barulhento de “Pato, Pato, Ganso!”, não são as imagens automáticas que vêm à mente quando se pensa em refugiados e crianças deslocadas. No entanto, para as 65 crianças que frequentam um jardim de infância de língua inglesa no Oriente Próximo, tais atividades acontecem todos os dias.

 

As crianças cristãs e muçulmanas frequentam a escola, que é patrocinada por uma igreja local. A maioria desses alunos teve que fugir com suas famílias devido a conflitos em curso no Oriente Próximo (Síria, Iraque, Jordânia e Líbano). Embora a escola cobre uma taxa simbólica para cobrir o aluguel do jardim de infância por um ano, muitos pais não podem pagar parte de toda a taxa de matrícula. A OM comprometeu-se a cobrir o aluguel do jardim da infância por um ano, permitindo que as crianças continuem seus estudos e recebam lições bíblicas.

 

 

 

Administração

 

Karen* começou a administrar a escola há três anos, depois de 11 anos ensinando em outro jardim de infância. “No início, era muito trabalho”, admitiu ela. “Foi tão difícil para mim porque eu era professora. Não sabia nada sobre a administração”, completou. 

 

O pastor da igreja local que patrocina o jardim de infância a encorajou a orar. “Quando eu estava orando, eu sempre dizia: ‘Deus, por favor, deixe-me trabalhar para você, o que você quer que eu faça?’”, lembrou Karen. “Eu estava ouvindo e Deus me disse: ‘Eu quero que você trabalhe aqui. Esse é meu trabalho. Eu quero que você faça isso’”. 

 

O trabalho de Karen não diminuiu – de fato, ela assumiu a contabilidade, além de suas outras responsabilidades, para cortar custos – mas reconheceu seu trabalho como uma forma de servir a Deus. “É muito trabalho, mas estou feliz porque sei para Quem estou trabalhando”, afirmou.

 

Uma manhã, depois de receber uma enxurrada de pais pagando as mensalidades para o próximo período, Karen fez uma pausa para um pequeno intervalo de café. “Esta manhã, eu estava tão cansada”, disse ela, “mas estou tão feliz porque, quando os pais vêm pagar as taxas, todos dizem o mesmo. Todos dizem que seus filhos estão mudando. ‘Nosso filho está feliz e quer vir [para escola]’. Deus realmente está trabalhando”.

 

Como as crianças vêm de origens religiosas misturadas, Karen explica que os ensinamentos tem base bíblica. “nós ensinamos o que está na Bíblia, mas eles não sabem que é da Bíblia”, explicou Karen. “Nós ensinamos a eles canções cristãs, falamos sobre Deus e isso faz diferença em suas famílias”.

 

Os pais contam à Karen que as lições aprendidas na escola se estendem para suas casas. “Isso é bom para os pais porque alguns não sabem como agir, como se comportar com seus filhos”, disse Karen. O mal-estar e o abuso físico são generalizados em casas, ela compartilhou. “Neste país, a maioria das famílias não usa ‘obrigado’ e ‘desculpe’, acrescentou”.

 

No jardim da infância, os alunos aprendem boas maneiras, falar educadamente e como não retaliar fisicamente quando estão chateados. Os pais disseram a Karen: “Nossos filhos têm mudado em casa. Nós vemos que eles estão nos ouvindo agora”.

 

 

 

 

MURAIS

 

No ano passado, uma equipe de curto prazo da Nova Zelândia visitou a escola por dois dias e apresentaram novos trabalhos manuais, histórias, músicas e jogos. “Queríamos ensiná-los sobre Deus e apoiar a igreja no que estão fazendo”, afirmou o líder da equipe, Mark. No primeiro dia, ele compartilhou a história bíblica da criação, com imagens coloridas e peças teatrais brilhantes. As crianças revisaram o vocabulário que conheciam em inglês e praticavam peças teatrais correspondentes aos dias da criação.

 

Susannah, outro membro da equipe, ensina crianças de dois a cinco anos em casa. “Há muitas semelhanças através da educação”, ela percebeu. No entanto, improvisar nas pequenas salas de aula da escola e fazer compras de material de artesanato em lojas locais fez dela uma pessoa mais grata. “Muito mais grata pelo que temos em casa em nossos países. Tenha certeza: espaço, recursos”.

 

Ainda assim, “é incrível estar aqui”, disse ela. “É tão fácil construir relacionamentos nessa idade, você apenas dá um sorriso, e eles estão realmente abertos a isso”, completou Susannah.

 

Após o primeiro dia com a equipe da Nova Zelândia na escola, as crianças estavam flutuando. “Estavam tão felizes e os pais também estavam felizes”, descreveu Karen. As crianças contaram a seus pais: “Nós tivemos convidados hoje. Nós os amamos”.

 

Durante a semana, a equipe de curto prazo também pintou dois murais vibrantes e originais nas paredes externas, separando a escola da rua e substituindo a obra de arte antiga. O trabalho deles salvou a Karen não apenas em dinheiro, mas também no estresse.

 

“Eu estava indo para uma conferência, e minha mente estava ocupada com quem pintaria o mural, quanto eu gastaria, quem me daria o desenho e tudo mais!”, ela exclamou. Mas quando o coordenador de equipes de curto prazo da OM os visitou, falou para Karen que eles também poderiam pintar os muros, ela confiou neles totalmente.

 

Contratar pintores terceirizados poderia ser um problema, de acordo com Karen. Alguns cobram altos preços por um simples desenho e adicionam custos para pequenas mudanças. “Quando a equipe veio, eu fui para a conferência. E eu estava muito feliz. Deus os abençoe”.

 

Ore pelo jardim da infância para receber doações suficientes para continuar o ministério. Ore pelos funcionários, pelo prédio, pelas crianças e seus pais.

 

Entre em contato através de comunicacao.br@om.org para fazer doações à OM na  Síria e Iraque para um fundo de socorro social.

 

*Nomes mudados por motivos de segurança.

 

Texto original aqui.

 

O papel da OM na Igreja é mobilizar pessoas para compartilhar o conhecimento de Jesus e Seu amor com cada geração em cada nação. A OM é pioneira e lidera iniciativas para resgatar vidas, reconstruir comunidades e restaurar a esperança em mais de 110 países.

Compartilhar
Compartilhar
Curtir
Please reload

Notícias em destaque

Lutando contra a pobreza do conhecimento bíblico

May 31, 2019

1/7
Please reload

Notícias recentes

October 30, 2019