NOTÍCIAS

A arte como divisor de águas

June 15, 2017

Por Nicole James

Tradução: Tayza Garcia

 

Uma semana antes do Natal, Helen Schmidt Santos levou um ônibus cheio de artistas para a Primeira Igreja Batista em Santo André (São Paulo). Durante o evento de um dia, ArtsXpress, os jovens artistas - atores, dançarinos, músicos e artistas visuais - apresentaram oficinas na igreja. À tarde, eles seguiram pelo bairro, convidando as pessoas da região para uma apresentação artística final na igreja.

 

"Muitas coisas acontecem durante um dia. Não conseguimos ver tudo", continua Helen. No entanto, pela perspectiva da organizadora e jornalista, "fizemos todas as coisas que deveríamos fazer e depois voltamos. Foi um bom evento".

 

Meses depois, outro missionário da OM voltou à igreja para auxiliar em um evento diferente. Ao encontrar novamente a liderança da igreja, ela perguntou como o evento anterior, ArtsXpress, tinha ido.

 

Usando a expressão "divisor de águas", o pastor explicou que o treinamento do ArtsXpress mudou totalmente a mentalidade da igreja. "Nos sentimos mais motivados a usar nossos talentos, a não escondê-los. Os adolescentes descobriram que podiam dançar, que podem ter um grupo. Os músicos foram desafiados a escrever canções. Sim, eles podem glorificar o Senhor com seus talentos", disse ele.

 

 

Artes como mobilização

 

Helen e seu marido, Rafa Santino, iniciaram o Artespaço, ministério de arte da OM Brasil, há cinco anos. Da fotografia à pintura, da dança ao teatro e até ao circo, o casal foi pioneiro em eventos artísticos para envolver e mobilizar jovens evangélicos e criativos em todo o país.

 

"Geralmente os jovens pensam em missões como algo em que você tem que deixar tudo, ser uma pessoa pobre e viver em um lugar ruim ou é apenas para pessoas que têm um chamado específico", explicou Helen. "Começamos a ter esse desafio dentro de nós, que temos que compartilhar uma maneira diferente de fazer missões para jovens".

 

Os acampamentos de arte do Artespaço, viagens de fim de semana, cursos mensais e outros eventos são voltados para jovens, principalmente de 12 a 30 anos - muitos que nunca ouviram falar da OM ou pensaram em missões. "Provavelmente eles não estão prontos para entrar no treinamento [de missões] agora, mas estamos plantando uma semente para o futuro".

 

Rafa, Helen e outros voluntários esperam investir em jovens artistas, dar-lhes ferramentas para desenvolver seus talentos e oferecer oportunidades para aplicar artes em missões globais.

 

Os eventos Artespaço ocorrem na base OM ou em igrejas ao redor do Brasil. "Estamos trabalhando com igrejas que já estão estabelecidas em um lugar, então ajudamos essas igrejas a serem mais expressivas e a estar mais envolvidas com a própria comunidade. Com isso, queremos abrir suas mentes para ver o que está acontecendo em todo o mundo", disse Helen. "Nós não estamos apenas indo lá e ajudando-os a salvar seus vizinhos, mas mostrando como usar seus talentos e enviar pessoas para outros países".

 

Texto original aqui.

 

O papel da OM na Igreja é mobilizar pessoas para compartilhar o conhecimento de Jesus e Seu amor com cada geração em cada nação. A OM é pioneira e lidera iniciativas para resgatar vidas, reconstruir comunidades e restaurar a esperança em mais de 110 países.

Compartilhar
Compartilhar
Curtir
Please reload

Notícias em destaque

Lutando contra a pobreza do conhecimento bíblico

May 31, 2019

1/7
Please reload

Notícias recentes

October 30, 2019