• OM International

Uma visão para o seu povo


#NortedaÁfrica Amid* cresceu num país do norte da África onde a sua família era uma mistura de cristãos e muçulmanos. “Meu irmão se converteu primeiro através de um programa cristão de rádio e ele orou bastante para que nós acreditássemos em Jesus,” Amid explicou.


Um dia, Amid foi encorajado por seu pai que era um cristão, mas não muito forte em sua fé, a participar de um culto evangelístico na igreja. Durante o culto, Amid ouviu Deus falar: “Essas pessoas que estão cantando sabem para onde vão quando morrerem. Aonde você vai?” Consumido por não saber a resposta para essa pergunta e querendo saber mais sobre quem Deus realmente era, Amid escolheu acreditar em Jesus enquanto estava sentado nos bancos da igreja.


Na universidade, Deus deu a Amid um forte desejo de alcançar seus vizinhos muçulmanos. Durante esse tempo ele visitou a “Exibição do Livro Flutuante” num navio que viajava pelo Rio Nilo. Ele estava particularmente fascinado pelo poder do ministério de literatura - tanto a bordo do navio quanto o que a organização estava fazendo em outras partes do seu país.


Amid começou a se voluntariar com o ministério de livros, usando literatura cristã para compartilhar do evangelho durante o seu tempo na universidade. Quando ele se formou, começou a servir em tempo integral e continuou a viajar para diferentes partes do seu país com o ministério de livros.


Mudança de planos


Apesar de que agora os membros mais próximos da família de Amid são cristãos fortes e apoiam o seu ministério, os conflitos políticos crescentes e a perseguição do governo aos cristãos levou muitos deles a fugirem do país ou morarem numa região específica. Enquanto Amid e sua equipe ficam numa região com menos cristãos, isso mudou a dinâmica do seu ministério. “Decidimos focar nos jovens crentes restantes e treiná-los para discipularem outros,” ele explicou.


Depois de quatro anos servindo em seu país, Amid se juntou ao Doulos por um ano para receber treinamento extra para ministério. Durante esse tempo, ele ouviu sobre o Treinamento de Discipulado em Missões (MDT) e sentiu que “queria usar o MDT para levantar líderes locais no meu país para serem missionários.”


Retornando do navio, Amid se casou e foi para a África do Sul para o MDT. Quando votou para casa, ele e sua equipe realizaram com sucesso três treinamentos em três anos para jovens cristãos que, então, foram enviados para áreas onde pessoas nunca ouviram falar do evangelho. Novamente, a fé de Amid e seu ministério enfrentaram grandes desafios enquanto o governo começou a prender cristãos e expulsar trabalhadores estrangeiros.


Como o líder da equipe naquele momento, Amid foi procurado pela polícia e os membros da equipe foram interrogados a respeito do seu paradeiro. “Minha esposa e eu decidimos sair e passar um tempo num país vizinho até que a situação se acalmasse com a esperança de retornar para continuar nosso trabalho. Entretanto, recebemos uma mensagem dos meus pais de que a vida deles estava ameaçada pela polícia e eles pensavam que era melhor que nós não retornássemos,” se lembrou Amid.


Propósito do desvio


Buscando a documentação necessária para receber o status de refugiado e migrar para o oeste, Amid, sua esposa e seu bebê recém-nascido viajaram para um país vizinho no Norte da África. Enquanto eles planejavam ficar ali por apenas uma semana e depois voar para um país ocidental, Amid percebeu que Deus tinha um plano diferente para eles. Seis anos e meio depois, eles ainda estão no Norte da África.


Amid descobriu que muitos refugiados muçulmanos do seu país natal agora residem no mesmo país que a sua família. Ele viu isso como uma oportunidade renovada de ministério: “A visão que eu tinha de alcançar o meu país agora está sendo revivida a medida que compartilho do amor de Jesus com eles em um país onde somos todos refugiados.”


Amid e os outros membros da equipe do seu país natal compartilham do amor de Jesus com os seus compatriotas através de visitas domiciliares onde ouvem sobre seus problemas, oram com eles e suprem necessidades básicas como comida, roupas e apoio financeiro para enviarem seus filhos para a escola. Através disso, a equipe tem visto muitos muçulmanos se converterem e formar pequenas igrejas nas casas.


Além disso, Amid percebeu que poderia servir o seu país ainda mais ao continuar a sua escola de treinamento neste novo lugar.” Decidimos nos conectar com nossos parceiros cristãos em nosso país natal para que possam recrutar crentes interessados em plantação de igrejas e trazê-los aonde estamos para serem treinados por seis meses e depois retornarem para trabalhar em nosso país,” disse Amid.


Atualmente, Amid e sua equipe tem treinado 50 crentes locais que estão servindo em seu país natal. Eles esperam não apenas enviar trabalhadores para as áreas remanescentes onde não há ninguém trabalhando, mas também levantar novos trabalhadores nos distritos onde apenas uma ou duas pessoas estão servindo.


*Nome alterado por questões de segurança


Tradução por John H.

Texto original aqui.


NOTÍCIAS

INSPIRE-SE

Notícias de Missões

Blog

CONTATO

(12) 3945-0047

comunicacao.br@om.org

CONTRIBUA

Online, clique aqui

Depósitos:

Banco Bradesco

Agência 0225-9 - Conta Corrente 20.311-4

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Copyright 2020. Operação Mobilização Brasil. Todos os direitos reservados. comunicao.br@om.org