Tempo de experimentar novas coisas


#Jamaica O Logos Hope continua fechado ao público. Enquanto isso, as lideranças do navio estão considerando possíveis mudanças no ministério. Uma das modificações poderia ser o engajamento dos tripulantes em um treinamento com equipes interdisciplinares. O objetivo seria fazer com que, por meio de um rodízio entre departamentos, os envolvidos pudessem trabalhar, em âmbitos tão diversos quanto serviço de bufê, operações marítimas, treinamento, ou projetos especiais e, desse modo, a cada duas semanas, ter a oportunidade de conhecer os vários setores do navio.


Phil McIntyre (Austrália), que ajudou a desenvolver o projeto diz: “Os tripulantes mostraram interesse em conhecer diferentes departamentos. Por conta disso, entendemos que poderia ser uma maneira saudável de estreitar laços comunitários.” Não raro, nós nos enganamos ou não sabemos exatamente o que fazer, uns para os outros, a bordo, seja trabalhando na cozinha, na limpeza ou na casa de máquinas. Por isso tentamos descobrir uma maneira de criar uma estrutura, em uma situação extraordinária como essa, que possibilitasse à tripulação experimentar novas atribuições e conhecer os nossos diversos departamentos. Isso propiciaria o desenvolvimento de novos vínculos com pessoas que, normalmente, não teriam condições de se sociabilizar, na rotina normal de visitas ao navio. Isso levaria os voluntários a conhecessem novas maneiras de contribuir com o ministério do navio.


David Beeger (Países Baixos), no dia a dia, trabalha na equipe de tecnologia do navio, mas atuou, durante duas semanas, como eletricista. “Na verdade, eu não sabia, antes, o que os eletricistas faziam. Eu sabia que tínhamos eletricidade, e que tudo funcionava como deveria", diz ele. “Foi impressionante ver como é complicado todo o sistema e quanto de experiência e conhecimento, são necessários para manter tudo em ordem.”


Juan Velez (Colômbia), da equipe de audiovisual, está aprendendo a ser mais disciplinado em seu trabalho na parte operacional marítima: “Parte das minhas atribuições não são divertidas, mas eu estou cercado pelo grupo certo de pessoas, o que ajuda transformar tudo em algo agradável e, grosso modo, me leva a ter uma atitude positiva em relação a tudo", pondera.


A experiência de trabalho interdisciplinar ajudou a maximizar a força de trabalho disponível para desenvolver grandes projetos, bem como impulsionou a criatividade e robusteceu a vocação de servos dos voluntários do ministério de navios da OM.