Tanques cheios de corações plenos


#Jamaica O Logos Hope chegou ao porto da ilha caribenha de Curaçao para os necessários trabalhos de inspeção a serem feitos no navio. Normalmente agendadas para serem feitos durante a época de manutenção, em dique seco, para a renovação do certificado de navio de passageiros, essas inspeções foram adiadas pela pandemia de COVID-19.


Agora, ao invés de serem feitas em dique seco, uma inspeção submarina deverá ser feita por mergulhadores treinados. Depois disso, uma futuro calendário de atividades deverá ser confirmado.


Antes de partir da Jamaica, o navio foi reabastecido com combustível, graças a uma generosa doação de um fundo único a milhares de quilômetros de distância, nas Ilhas Faroé. As ilhas mantêm um forte vínculo com o Logos Hope. Muitos dos seus 50.000 habitantes já utilizaram o navio décadas atrás, quando ela operava como uma balsa de carros entre as Ilhas Faroé, Noruega, Dinamarca e Islândia.


Nos últimos anos, inspirado pela forma como este navio familiar está sendo usado agora, a arrecadação de fundos entre a comunidade marítima nas Ilhas Faroé beneficiou o trabalho do Logos Hope. Além de doações frequentes de peixes para alimentar os voluntários a bordo, dinheiro foi recebido para combustível, ajudando, dessa forma, a manter o navio em funcionamento.


Toews (Canadá), que atua como vice-presidente de desenvolvimento financeiro da organização, diz: "Isso se tornou uma bela campanha da qual o povo Faroé realmente gosta de participar. Eles montaram uma ‘Semana Logos Hope” anual onde há reuniões especiais e eventos com patrocinadores.”