Perdas e ganhos


#Paraguai Enquanto os trabalhadores no Paraguai navegam em meio às mudanças trazidas pelo novo coronavírus para suas vidas pessoais e seus ministérios, também podem ver como Deus continua a prover, das mais diferentes formas.


Rodrigo é um dos trabalhadores locais que lidera o ministério do centro de serviço para a América Latina. Sua equipe já está à frente do ministério há mais de um ano, dando suporte técnico para a área. O centro funciona como um agregador para áreas do ministério onde pode estar faltando gente para atender às necessidades, como acompanhamento do banco de dados, cuidado pessoal ou questões financeiras. Rodrigo percebeu que ainda que sua equipe tenha sempre trabalhado online, o fato de não estarem todos na mesma sala, juntos, tem sido um desafio. O aumento na demanda por serviços na internet tem levado alguns trabalhadores a sofrer com a instabilidade na conexão, o que acrescenta ainda mais às suas frustrações. Para lidar com isso, eles fazem encontros virtuais toda semana, para permanecerem conectados e encorajar uns aos outros.


Mas apesar desses desafios, Rodrigo tem expressado que pode ver o quanto Deus está abençoando e que eles têm sim muito pelo que serem gratos. “Alguns trabalhadores que vivem longe de casa agora têm podido estar com suas famílias. É uma bênção para eles poderem passar tempo de qualidade com aqueles que amam”, ele notou. Rodrigo também percebe a bênção que é poder passar mais tempo com Deus e também descansar, durante a quarentena.


A equipe no Paraguai não apenas serve ao ministério em tempo integral como também tem empregos seculares ou estão na universidade. Assim, parte do seu sustento vem dos seus trabalhos, que estão sendo afetados pelo coronavírus. Para Rodrigo, o trabalho de oferecer serviços para que negócios online aprimorassem sua presença virtual foi impactado. “Recentemente eu perdi um grande contrato, porque muitas companhias estão encolhendo devido à instabilidade financeira global,” disse Rodr