• OM International

Mudando a forma como os israelitas enxergam a igreja


#Israel Christopher*, filho de um pastor americano, cresceu do outro lado do mundo em relação a Israel. Mas quando conheceu sua mulher, uma árabe nascida em Nazaré, compreendeu que Deus tinha dado aos dois o que precisavam para servir em tempo integral na Terra Santa.


Quando o casal começou seu ministério, Christopher logo descobriu um grande problema ao tentar compartilhar o evangelho em Israel. Muitas igrejas e crentes tinham dificuldades em envolver suas comunidades porque tanto judeus quanto muçulmanos sentiam-se desconfortáveis indo a uma igreja. No judaísmo e no islamismo, a igreja em si, o prédio, é um tabu. Em uma igreja, aqueles que chegam tendem a focar mais nesse tabu do que na palavra de Deus que está sendo ensinada. Christopher e sua mulher têm um amigo que, numa ocasião, trouxe uma pessoa à congregação. Na chegada, essa pessoa disse: “ah, é uma igreja?” e foi embora.


Christopher disse que ele e sua mulher foram para Israel “porque queríamos que os perdidos ouvissem o evangelho.” Então quando começaram a trabalhar com a OM, sua visão era ambos compartilharem as boas novas e acompanhar pessoas que mostrassem interesse. Mas eles reconheceram os problemas que muitos crentes enfrentam ao seguir a Cristo e discipular pessoas que queriam mais informações a respeito de Jesus, sem precisar levá-las até uma igreja.


Rompendo barreiras através de grupos domésticos


Para resolver esse problema, Christopher* tem sido fundamental em começar e manter grupos domésticos na Terra Santa. Os pequenos grupos usam uma Discovery Bible Study (algo como “estudo de descoberta da Bíblia”), que traz perguntas-chave, simples, a respeito das Escrituras. Esse formato encoraja aqueles que estão estudando a dividir o que aprenderam, com amigos e vizinhos, encoraja à responsabilidade e é fácil de reproduzir. Estudo em casa são populares no judaísmo ortodoxo, então o mesmo conceito é útil em um contexto cristão.


Tirar as pessoas de dentro dos padrões de uma igreja tradicional quebra barreiras. Aqueles desejosos de estudar a Bíblia podem pegar o principal da mensagem sem as distrações das cruzes nas igrejas, ou pressões políticas e sociais. Os grupos domésticos mostram aos outros que os cristãos são apenas pessoas normais que os amam e amam também a Palavra de Deus.

Quando alguém se converte em um pequeno grupo, pode imediatamente usar e desenvolver os dons espirituais que Deus lhes deu e rapidamente crescer na fé, orando ativamente, liderando o grupo, discipulando outros e dividindo sua fé com sua comunidade.


“Eu pensava que poderia me encontrar pessoalmente com alguém e envolver as pessoas com a Palavra de Deus, mas não fui tão bem sucedido. Quando os israelenses vêm para estudar em casa, como um grupo, é fácil, menos estranho, e os resultados têm sido mais efetivos do que qualquer outra coisa que eu já tenha visto em Israel,” disse Christopher.


Até agora, Christopher já viu mais de 20 pequenos grupos começarem país afora. Ele se lembra de encontrar com uma mulher que só discutiria a Bíblia se estivesse em um pequeno grupo organizado. Nesse grupo, a mulher era aberta no falar e contribuía para a conversação. “Era exatamente como você gostaria que o evangelismo fosse,” ele disse.


Ore por mais trabalhadores para se juntarem por longos períodos à equipe em Israel. Ore para que aqueles envolvidos nos grupos pequenos convidem seus amigos e familiares para que se formem novos grupos e experimentem a verdade encontrada na Palavra de Deus.


*nome alterado por questões de segurança


Tradução por Renato Alt

Revisado por Liliane Nascimento

Texto original aqui.


NOTÍCIAS

INSPIRE-SE

Notícias de Missões

Blog

CONTATO

(12) 3945-0047

comunicacao.br@om.org

CONTRIBUA

Online, clique aqui

Depósitos:

Banco Bradesco

Agência 0225-9 - Conta Corrente 20.311-4

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Copyright 2020. Operação Mobilização Brasil. Todos os direitos reservados. comunicao.br@om.org