• OM International

Kits de higiene e palavras de esperança


#OrienteMédio Assim que o país fechou suas escolas e centros de treinamento devido à pandemia de coronavírus, Jane* sabia que precisava agir. Nos últimos oito anos, ela serviu com uma pequena equipe que procurava um grupo específico no Oriente Médio: famílias que têm filhos com deficiência.


“Nós rapidamente nos esforçamos para juntar algumas coisas em um kit de higiene que poderia ser distribuído às 50 famílias com as quais trabalhamos regularmente. Como eles estão entre os mais vulneráveis da população, sentimos que era importante fazer o possível para ajudá-los a se proteger do vírus”, disse ela.


As embalagens de higiene consistiam em gel desinfetante para as mãos, barras de sabão, lenços de papel, uma folha de informações sobre como se proteger do vírus e uma embalagem de xícaras de café descartáveis (os membros da família costumam compartilhar xícaras enquanto bebem café árabe). Esses itens já estavam acabando em lojas e farmácias, então Jane e outros visitaram várias lojas e contaram com parcerias para obter os suprimentos.


Jane e a equipe entregaram os pacotes de higiene pouco antes do país suspender as viagens entre cidades. "Neste momento, é difícil fazer algo além de manter contato por telefone com as pessoas nas aldeias e falar palavras de esperança", explicou ela.


As chamadas são principalmente sobre paz em meio a circunstâncias tempestuosas: "O cuidado de Deus por nós e que, aconteça o que acontecer, estamos em Suas mãos", disse Jane. "Eles são sempre encorajados pelos telefonemas, eu não sei o que os encoraja mais: o fato de eu estar ligando para eles ou as palavras ditas".


Às vezes, Jane não sabe o que dizer quando as pessoas compartilham suas situações difíceis, mas ela sempre ora por elas. "Às vezes eu oro ali mesmo e depois no telefone."


Jane leva a sério estas oportunidades. Ela e seus colegas de equipe são os primeiros crentes que a maioria das famílias das comunidades rurais já conheceu. Geograficamente distantes das igrejas existentes, essas pessoas também enfrentam outras barreiras significativas para entender o amor de Deus: o que sua cultura ensina, “que dificulta a alguém questionar qualquer coisa que lhes foi ensinada”, e também os amplos equívocos sobre o que é o cristianismo, explica Jane.


Por causa do trabalho que Jane e sua equipe estão fazendo - advogando pelas crianças com deficiência, removendo a vergonha e celebrando as menores melhorias físicas - a comunidade as recebeu. “Por meio de nosso ministério, somos capazes de mostrar o amor de Jesus de maneiras muito práticas, e isso abre portas e quebra barreiras. Deus não apenas abriu as portas para essa comunidade, mas também para o lar das pessoas e seus corações. Com o tempo, enquanto construímos relacionamentos, as pessoas começaram a se abrir".


Embora sua equipe cumpra as restrições do governo enquanto durarem, Jane disse que continuará as intervenções de socorro assim que o toque de recolher for cancelado. “Ainda está nos estágios iniciais e não sabemos exatamente como a comunidade será afetada a longo prazo por essa crise. À medida que as coisas se desenrolam, descobriremos mais quais são as necessidades mais urgentes e como podemos servir aos mais vulneráveis nessa comunidade".


A OM está em campanha no mundo inteiro para trazer socorro por impactos causados pelo COVID-19. Sua oferta e orações são muito bem-vindas e necessárias. Acesse www.om.org.br/covid para ofertar para este e outros campos em necessidade imediata.


*Nome alterado por questões de segurança.


Tradução por Tayza Garcia

NOTÍCIAS

INSPIRE-SE

Notícias de Missões

Blog

CONTATO

(12) 3945-0047

comunicacao.br@om.org

CONTRIBUA

Online, clique aqui

Depósitos:

Banco Bradesco

Agência 0225-9 - Conta Corrente 20.311-4

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Copyright 2020. Operação Mobilização Brasil. Todos os direitos reservados. comunicao.br@om.org