• OM International

Deus está perto do Seu povo


#Suíça "Você gostaria de tomar um café?"


A pergunta foi direcionada para Hamid*, que é do Oriente Médio e se converteu durante a pandemia do coronavírus. Recusando o convite gentil de membros de uma igreja na Suíça, ele explicou a Salome* (Omer Suíça) que ele não bebe café.


“Você não tem que beber café”, respondeu Salome, explicando o mal-entendido. “Isso quer dizer que queremos passar tempo com você!”


Como as igrejas em seu país natal queriam compartilhar sobre Deus em suas comunidades internacionais, Salome oferece coaching intercultural. Em resposta aos pedidos, ela auxilia crentes locais que desejam aprender com sua experiência de servir no mundo árabe por 23 anos.


“Porque eu sei sobre a cultura Islã e Oriente Médio, isso me ajuda a entender o que indivíduos querem dizer”, ela descreveu. “Eu explico muito sobre cultura, em ambos os lados.”


A hora definida e o lugar exato para morar

A jornada de Salame como seguidora de Jesus começou aos 20 anos quando procurava um propósito para sua vida. Ela já havia ouvido o evangelho por meio de muitos contatos e desejava ter a paz que via em um de seus colegas.


“Quando eu tive uma experiência com Jesus, que perdoa, dá nova vida e garante vida eterna, eu queria dizer aos outros - pra ajudá-los a encontrar o que estão procurando”, ela disse.


Ela se mudou para o Oriente Médio depois de sentir a orientação de Deus para deixar a Suíça. “Eu não queria ir e me perturbou que houvesse algo que Deus queria que eu fizesse”, lembrou ela.


Deus falou com ela em uma reunião de oração pelo Oriente Médio na época da Guerra do Golfo em 1991. Ela desistiu de seu emprego na assistência médica domiciliar sem saber o próximo passo. Um folheto da OM sobre servir entre os árabes a orientou a se mudar primeiro para Israel e depois para outro país vizinho.


Nas duas décadas seguintes, Salome e colegas da OM compartilharam sua fé conforme eles visitaram aldeias árabes muçulmanas, distribuíram literatura e começaram um negócio de geração de renda para mulheres da comunidade.


“Aprendi que é importante reservar um tempo para fazer amizade com as pessoas, mas realmente não consigo fazê-las acreditar,” ela disse. “Eu aprendi que posso semear e tenho que deixar Jesus faça o resto. Ele também pode usar outras pessoas.”


Depois de voltar a sua terra natal, em 2015, enquanto muitos do Oriente Médio estavam voando para a Europa, Salome continuou a construir amizade com árabes.


“Eu fui estrangeira em seu país,” ela diz isso com frequência a quem ela conhece daquela região. “Eu sei como é precisar de um amigo.” Salome consegue visualizar de onde eles vieram e entende o que significa se mudar, aprender uma língua estrangeira e precisar conhecer uma nova cultura.


Grata por todos aqueles que a ajudaram a se ajustar, ela agora faz o mesmo como parte de uma equipe. “Eu estava em um país onde as pessoas me convidavam pra jantar,” Salome menciona a crentes suíços, grata pela hospitalidade que ela desfrutou quando estava longe de casa.


“Tempo é a melhor coisa que podemos dar” ela enfatiza. “É importante que nós tenhamos tempo para falar e ouvir os outros ao nosso redor.”


A chance de buscar e encontrar Deus

Hoje, conforme Salome ensina alemão ao recém-chegados ao país, lidera estudos bíblicos e os ajuda de forma prática, ela conhece pessoas com um pano de fundo muçulmano que se abrem para conversas espirituais. “Eu gostaria de ler a Bíblia,” um refugiado declara, aceitando um exemplar. “Nunca tive a chance em meu país.”


Outra pessoa observou os seguidores locais de Jesus e se maravilhou de suas boas ações. “Você faz coisas que me fizeram ficar interessado em seu Deus,” ele disse a Salome. Outro homem acessou o filme Jesus em sua língua, como ela sugeriu. “Quando assisti a este filme, percebi que vivia na escuridão”, confessou. "Agora eu vejo"


A Omer está testemunhando Deus mudando vidas como nunca antes. “Há grandes aberturas,” ela disse. “Mais pessoas do Oriente Médio estão se convertendo e compartilhando sobre isso".


Da mesma forma, em Israel, uma igreja foi estabelecida na área onde a equipe de Salome fez evangelismo muitos anos atrás. “Os crentes de outras aldeias estão participando”, relatou ela. “Acredito que fizemos parte do que Deus está fazendo agora.”


Com grande urgência, Salome agora motiva as igrejas locais na Suíça a usar as oportunidades que têm. Ela os incentiva a trabalhar juntos, cada um usando seus dons para alcançar sua comunidade.


“Espero, sonho e oro para que nossas igrejas se tornem mais interculturais, onde pessoas de outras origens e culturas não apenas frequentem, mas desempenhem um papel ativo”, expressou ela. “Acredito que é a hora de os muçulmanos perceberem quem é Jesus e que Ele está lá para eles também.”


“[Deus] tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar. Deus fez isso para que os homens o buscassem e talvez, tateando, pudessem encontrá-lo, embora não esteja longe de cada um de nós.” Atos 17:26b-27 (NVI)


*Nome alterado

Escrito por Inger R.

Traduzido por Pamela Ferreira

Texto original aqui.

Posts recentes

Ver tudo

NOTÍCIAS