• OM International

'Deus, confio em Ti'


#Japão “Eu sempre quis ser uma missionária,” disse Marcia Gonzales, 22 anos, Argentina. “Meus pais são pastores e eu também queria trabalhar na igreja, mas também tinha a sensação de que a minha vida seria bem longe da Argentina no futuro.”


A ideia de servir a Deus no Japão veio muito devagar. “Orei por três anos a respeito disso, porque só queria ir se fosse a vontade de Deus, e não porque eu gostava da cultura ou da ideia de ir para lá. E Deus fez isso. Ele abriu cada oportunidade para mim.”


Inicialmente, Marcia queria estudar Biologia na universidade, entretanto, todos os seus planos foram por água abaixo. Ela não conseguiu entrar na escola que gostaria de frequentar e não conseguia achar um lugar onde morar.


Chateada, ela orou: “Deus, por toda a minha vida tenho visto as pessoas confiarem em Ti com as suas vidas, então é isso que vou fazer. O que o Senhor quer que eu faça?”


Por meio da oração e buscando conselhos sábios, Marcia, que estava estudando inglês por anos, mudou seu curso para Pedagogia. “Senti a paz de Deus quando tomei essa decisão e, logo depois, percebi que ensinar é a minha verdadeira paixão.”, compartilhou. Então, um dia, enquanto olhava o Instagram, ela viu um post sobre ensinar English no Japão em uma viagem missionária de curto prazo. “Percebi que poderia ir porque tinha obedecido ao mudar de curso. Não poderia fazer isso de outra maneira.”


Quanto ao pagamento pela viagem, Deus continuou a abrir portas para Marcia. “Com o meu trabalho, eu teria que trabalhar por quatro anos sem gastar nenhum dinheiro para poder pagar. Era impossível, mas Deus proveu em seis meses.”


Ela se tornou uma mobilizadora. “Todos os finais de semana, eu ia a uma igreja diferente para falar da minha viagem, mas também falava com as pessoas sobre missões em geral e como elas podem se envolver. Deus tocou muitos corações e algumas pessoas contribuíram financeiramente. Eu devo ter visitado 40 igrejas diferentes.”


“Quando comecei, estava com medo. Como eu iria levantar o dinheiro? Pedir por sustento financeiro para missões não é comum na Argentina, e a nação está numa crise econômica, mas meu pai me disse: ‘Você não está pedindo por dinheiro. Está pedindo que as pessoas orem por você e se Deus colocar isso no coração delas, que deem.’ Ele me lembrou de que eu estava dando a minha vida para ir, e que a Igreja deve sustentar aqueles que vão, porque a missão é para todos nós, não só os que vão. As pessoas com as quais falei entenderam isso e se tornaram parte da missão. Então, o Corpo de Cristo me enviou, não apenas uma igreja.”


Abraços gratuitos


Seis meses depois, Marcia chegou ao Japão, onde ela participou de uma conferência, trabalhando, principalmente, com crianças, cantando e tocando seu ukulele, ajudando a limpar os centros ministeriais, liderando um programa infantil e muito mais.


Um dia, sua equipe foi a um festival em uma cidade vizinha com placas dizendo: “Abraços gratuitos.”. “Eu estava empolgada, mas duvidosa.”, lembrou-se Marcia. “Nossos anfitriões tinham sugerido que fizéssemos isso, mas eu me perguntava se alguém iria falar conosco.”


Ela ficou surpresa com o resultado. “Tantas pessoas queriam saber o que estávamos fazendo. Faziam-nos perguntas e queriam ouvir o que tínhamos a dizer sobre Jesus. Foi tão incrível! Mesmo se estivessem indo trabalhar, eles paravam para falar conosco.”


Antes da viagem, Marcia não pensou que teria algo a dizer que pudesse ajudar alguém. “Eu percebi, porém, que o melhor que tenho é que Jesus vive em mim. Isso é algo que todos precisam. Não importa onde as pessoas estão ou que necessidades elas têm... todos precisamos de Jesus.”


Marcia compartilhou que na Argentina não é estranho ver pessoas pregando nas ruas ou perguntando a você sobre seu relacionamento com Deus. “Eu achava normal, mas, porque o Japão tem apenas 1,5% de cristãos, não há pessoas suficientes compartilhando a respeito dele ali.”


De volta na Argentina


Agora, de volta à Argentina, Marcia tem mais um ano de estudos antes de se graduar, mas ela já está ensinando inglês para crianças na sua comunidade. “Estou planejando ir a longo prazo para o Japão,” disse Marcia. “Espero retornar em 2021”.


Enquanto isso, ela já está se preparando para a mudança. Concluindo seu curso, visitando diferentes igrejas, orando a respeito do seu futuro e servindo na sua igreja como líder de louvor. Sua meta é inspirar e ensinar pessoas sobre missões e sobre como podem ser parte disso na Argentina, desde a oração, até o sustento financeiro de missionários atualmente no campo.


“Quando estamos falando sobre o corpo de Cristo, missionários são os pés. E os pés não conseguem ir a lugar algum sem o corpo para movimentá-los. Então, enquanto me preparo, também trabalho para encorajar a Igreja no seu papel em missões.”


Quer servir a Deus em missões, mas não tem certeza como? Visite o menu "Envolva-se" no nosso site para mais informações!


Tradução por John H.

Revisado por Eunice L. Amaro

Texto original aqui.

NOTÍCIAS

INSPIRE-SE

Notícias de Missões

Blog

CONTATO

(12) 3945-0047

comunicacao.br@om.org

CONTRIBUA

Online, clique aqui

Depósitos:

Banco Bradesco

Agência 0225-9 - Conta Corrente 20.311-4

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Copyright 2020. Operação Mobilização Brasil. Todos os direitos reservados. comunicao.br@om.org