• OM International

De mãos dadas


#Israel Ranya*, uma trabalhadora de longo prazo em Israel, juntou-se ao programa de curto prazo Voices in the Wilderness (Vozes no deserto), por um dia, enquanto a equipe caminhava do Monte Arbel para Ginosar. Olhando para baixo, do topo da montanha, eles viram uma bela vista do Mar da Galileia e da cidade ao redor. "Foi aqui que os milagres aconteceram!" Ranya pensou. Mal sabia ela que Deus usaria aquela caminhada para mostrar a ela que ele ainda estava trabalhando na Terra Santa.


Enquanto o grupo descia o Monte Arbel, eles podiam ver uma pequena vila. O líder da caminhada tinha apontado para a aldeia do topo da montanha, e ele notou que a cidade parecia deserta e que não havia ninguém nas ruas. Ele mostrou à equipe a única mesquita no meio da cidade. Ranya percebeu que, como uma equipe, ninguém da OM tinha feito qualquer evangelismo naquela pequena cidade, mas ela estava pronta para continuar com sua caminhada. Em vez disso, o líder da caminhada parou o grupo e os fez sentar no meio da trilha e, enquanto olhavam a cidade, oraram por uma boa acolhida. Depois da oração, eles continuaram sua caminhada.


Portas abertas na vila


Um mês depois Ranya recebeu um e-mail de um participante de curto prazo, perguntando se ela estaria disposta a visitar uma senhora muçulmana que os tinham recebido em sua casa, durante a campanha de evangelização em Israel. A equipe do HOI tinha dado um Novo Testamento a ela e queriam se comunicar com ela por meio de um crente local, antes que voltassem para seus países.


Ranya visitou a mulher junto com a equipe de três participantes do HOI, que já tinha estado na casa dessa mulher. Para surpresa de Ranya, quando eles chegaram à aldeia, essa era a mesma vila para a qual eles tinham orado do topo do Monte Arbel.


A mulher da aldeia acolheu o grupo, e quando lhe perguntaram se ela havia lido o Novo Testamento, ela respondeu: "Eu sei a diferença entre o Cristianismo e o Islã. Os cristãos acreditam em seu coração, novo nascimento e fé no coração, mas o Islã é tudo sobre fazer e trabalhar."


Encorajada por sua resposta, a equipe do HOI compartilhou sua fé, testemunhos e o plano de salvação.


Recordando a visita, Ranya disse: "Imediatamente, sabíamos que o Senhor é mais poderoso do que pensamos ou imaginamos. O Senhor, de fato, abriu portas, mas mais do que apenas portas ele abriu os corações do povo daquela aldeia. Quando oramos, devemos orar pela fé, para que o Senhor, realmente, responda às nossas orações."


Família da Fé


Ranya aprendeu, pela primeira vez, o amor de Deus com seus pais, que são cristãos árabes que vivem em Nazaré. Como árabe, Ranya explicou que as pessoas esperam que ela demonstre desdém ao povo judeu, mas, como cristã, Ranya desafiou essas expectativas. Ela leva as pessoas a lhe perguntarem por que ela mostra bondade em vez de ódio, e sua resposta os surpreende – porque ela é uma seguidora de Yeshua!


"A reação dos judeus que ouvem sobre o Amor, de um árabe, quando esperam o ódio é muito impactante — torna-se o verdadeiro evangelho. É mais do que apenas palavras. Essa é uma manifestação viva do Espírito Santo. Esse é um testemunho para os descrentes como judeus e árabes poderem se amar incondicionalmente. É, também, um testemunho para os crentes de que não precisamos nos amontoar em nossos próprios pequenos grupos — precisamos ser um corpo vivo para funcionar juntos", explicou ela.


Hoje, Ranya tem sua própria família. Ela se casou com um estadunidense e tem quatro filhos. Depois de perceber como Deus a moldou exclusivamente para compartilhar Jesus com as pessoas em Israel, Ranya e sua família se mudaram para a Terra Santa para ministrar lá.


*Nome alterado por questão de segurança


Tradução por Orlando Silva

Revisado por Eunice L. Amaro

Texto original aqui.

NOTÍCIAS

INSPIRE-SE

Notícias de Missões

Blog

CONTATO

(12) 3945-0047

comunicacao.br@om.org

CONTRIBUA

Online, clique aqui

Depósitos:

Banco Bradesco

Agência 0225-9 - Conta Corrente 20.311-4

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Copyright 2020. Operação Mobilização Brasil. Todos os direitos reservados. comunicao.br@om.org