• OM International

De filha pródiga a tia de todos


#Zâmbia "Big Muzungu, tia Anne, está vindo para dar-lhe um pequeno abraço!", disse Anne Davidson com uma risada entusiasmada. As crianças riram, enquanto sua tia escocesa favorita as abraçava. O afeto de Anne, juntamente com a alegria das crianças, é uma cena comum na Mercy House, um programa depois das aulas que fornece refeições, histórias bíblicas e aulas de educação básica para crianças vulneráveis em Makululu, Zâmbia, o maior e um dos mais pobres complexos de favelas da África subsaariana.


Anne, que se autodenomina "Big Muzungu", é conhecida por sua alegria e compaixão pelas crianças desprivilegiadas em Makululu. Muzungu se traduz por "alguém que vaga por aí", mas é mais comumente usado para descrever alguém com pele branca ou um estrangeiro em geral. Embora muitos estrangeiros não gostem da palavra, Anne diz que a usa com humor e como um quebra-gelo para se conectar com as pessoas. Para ela, ver os wee (maneira escocesa de dizer 'pequeno') com sorrisos nos rostos é que importante.


‘Wee’ Anne


Anne conheceu Jesus por meio da sua mãe, quando criança, por isso ela sabe o quão importante é ser um modelo para os pequenos conhecerem Cristo. Durante sua infância, sua mãe compartilhou histórias bíblicas e orou com ela todas as noites. "Eu podia ver que Jesus era tão real para minha mãe. Eu queria ter um relacionamento com Jesus também", compartilhou Anne.


Devido à influência dos colegas, durante sua adolescência, Anne começou a se desviar de sua fé. Começou a participar de festas, beber, e fumar tornou-se seu principal hábito. Isso partiu o coração de sua mãe, mas nem ela nem a igreja desistiram de Anne, e oraram fielmente para que a filha pródiga voltasse.


Aos 21 anos, Anne percebeu o vazio do estilo de vida que estava levando. Quando Deus usou quatro pessoas para convidá-la para um curso alfa, ela aceitou, pois seu coração estava receptivo a conhecer Jesus novamente. Durante o curso, Anne foi convidada a participar de uma viagem de missões na Hungria. "Deus, se você é real, por favor, deixe-me ir nesta viagem", ela orou, sem saber como a essa viagem de evangelismo iria transformar suas frágeis crenças e a ela mesma. Em uma semana, Deus providenciou todo o dinheiro que ela precisava para ir.


Durante a viagem, Anne se libertou de seus vícios de fumar e beber, no entanto ela não se sentia nem santa nem boa o suficiente para servir a Deus, mesmo trabalhando com a equipe. Um dia ela sentou-se em um balanço e orou para o Senhor. Jesus a consolou naquele balanço e a restaurou com seu amor, e Anne decidiu seguir Jesus novamente e servi-lo para onde ele a mandasse.


Na Hungria, o dom de Anne com crianças era óbvio. Voltando à Escócia, ela cresceu em sua fé e compartilhou o amor de Jesus com as crianças e jovens em sua igreja. Sabendo da necessidade de obreiros em uma igreja internacional próxima, ela pediu a sua igreja para mandá-la ajudar.


Feliz com as pessoas das tribos e da cidade que iam aceitando Cristo em suas vidas, Anne apreciou o vibrante louvor. Em uma das reuniões de oração, ela ouviu sobre o trabalho da OM na Índia. Ver as crianças sem amor a perturbou e ela decidiu explorar as oportunidades de compartilhar o amor de Deus em uma terra estrangeira.


Primeiro, Anne foi para a Índia por duas semanas nas quais Deus confirmou seu chamado para alcançar as crianças não alcançadas. Em 2014, ela se uniu ao Mission Discipleship Training (MDT) na África do Sul. Lá ela aprendeu sobre as necessidades das crianças de rua na Zâmbia, e seu coração partiu ouvindo sobre as condições em Makululu. "Quem vai contar a eles sobre Jesus como minha mãe fez por mim?", perguntou ela.


Cuidando das crianças


Anne tem ótimas lembranças do trabalho na Mercy House, desde 2016. Ela lembrou como um menino de oito anos pegou a mão dela e a colocou no peito dele. "Deus me disse para sentir seus batimentos cardíacos e cuidar de todas essas crianças pequenas", disse Anne. Muitas das crianças não têm pais para ajudá-las a se vestir de manhã ou abraçá-las quando precisam de conforto. Ninguém as manda para a escola ou mostra o amor de Jesus. Então, Anne explicou, a essas crianças que não experimentam amor, na infância, crescem e, um dia, se tornam pais que não sabem como dar amor.


"Quero quebrar o ciclo de não saber amar neste lugar", disse Anne, determinada a mostrar às crianças mais vulneráveis o amor de Jesus, cuidando delas e rindo com elas. Ela se tornou "tia Anne" para dezenas de crianças na Mercy House, bem como para as nove meninas que, atualmente, vivem em um abrigo para meninas que saem de casas abusivas administrado pela Mercy House.


Antes, uma filha pródiga; agora, tia dos vulneráveis, Anne continua sua jornada com Jesus para amar os filhos de Makululu e suprir suas necessidades físicas, emocionais e espirituais. Sua parte favorita do trabalho é ver uma criança passar de uma situação em que experimenta desespero para uma situação de esperança e crescimento em Cristo. "Lembre-se

sempre que a mudança começa em nós mesmos, então Deus pode nos usar para transformar os outros", enfatizou.


Devido à Covid-19, todas as escolas da Zâmbia fecharam em março. A Mercy House permanece fechada, pois estão focadas em crianças mais novas. Com o fechamento, as crianças que frequentam a Mercy House, não só perdem a oportunidade de educação, mas também de refeições nutritivas regulares. A equipe da Mercy House entregou pacotes de alimentos e pacotes de higiene às famílias para aliviar o fardo financeiro. O abrigo para meninas também foi afetado, pois a falta de apoio atrasou os planos de abrir uma segunda casa para meninas que precisam de um lugar seguro para morar. As mães do abrigo estão usando esse tempo em quarentena para cuidar de seus problemas. As meninas receberam programas de escola domiciliar sob medida e aprenderam a andar de bicicleta nos últimos meses.


A OM está em campanha no mundo inteiro para trazer socorro por impactos causados pelo COVID-19. Sua oferta e orações são muito bem-vindas e necessárias. Acesse www.om.org.br/covid para ofertar para campos em necessidade imediata.


Traduzido por Orlando Silva

Revisado por Eunice L. Amaro

Texto original aqui.

NOTÍCIAS

INSPIRE-SE

Notícias de Missões

Blog

CONTATO

(12) 3945-0047

comunicacao.br@om.org

CONTRIBUA

Online, clique aqui

Depósitos:

Banco Bradesco

Agência 0225-9 - Conta Corrente 20.311-4

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Copyright 2020. Operação Mobilização Brasil. Todos os direitos reservados. comunicao.br@om.org