• OM International

Coração para as artes


#Austria "Eu me senti como uma máquina de estudo bíblico, fazendo um após o outro", lembra Rachel Olney, que está envolvida no ministério das artes com a OM em Viena, Áustria.


As primeiras semanas do confinamento em razão da pandemia de COVID-19, na Áustria, a deixaram sentindo-se desanimada, mas tudo melhorou depois que ela encheu seus dias com estudos bíblicos on-line, ensino de alemão on-line e gravação de música para serviços da igreja. "Fazer estudos bíblicos virtuais levou-me a mais pessoas atendidas do que o normal. Não é o mesmo que encontrar cara a cara, mas, mesmo assim, as pessoas estão crescendo espiritualmente", diz ela.


Antes da pandemia, Rachel havia planejado um evento de divulgação da Páscoa, envolvendo músicos, dançarinos e atores vindos de vários países, e fazendo performances da história da Páscoa. "Além disso, esperávamos treinar as igrejas parceiras sobre como ler o Evangelho de Marcos um a um com seus amigos. Também teríamos um evento da igreja chamado 'Casa' planejado para junho, que teria incluído artes visuais, dança e música, todos explorando onde está nossa verdadeira casa", descreve.


Quando o país entrou em confinamento para limitar a propagação do coronavírus, todos os seus planos ruíram, apesar de a tecnologia permitir que ela continuasse seu ministério. Assim, Rachel começou a lidar com dificuldades.


Três paixões


"Deus me deu três paixões principais: evangelismo, línguas e música", explica Rachel. "Gosto muito quando tenho a oportunidade de combinar essas três coisas."


Seus pais eram missionários britânicos, na França, onde Rachel deu sua vida a Jesus quando criança. Na adolescência, ela estava altamente motivada e buscando o sucesso acadêmico. Em decorrência disso, Jesus nem sempre era a prioridade número um em sua vida. Isso mudou quando ela tinha cerca de 17 anos, quando Rachel reconectou-se com a vontade do Senhor.


Enquanto crescia, Rachel desenvolveu sua paixão pela música, aprendendo a tocar violino e piano. Quando estudou línguas modernas, na universidade, recebeu um prêmio instrumental, que lhe deu acesso a algumas aulas de música gratuitas e oportunidades de trabalhar com outros músicos. Depois de se formar e passar o ano seguinte como estagiária do ministério no Reino Unido, Rachel mudou-se para Viena, Áustria. Os cinco anos seguintes foram divididos entre trabalhar com estudantes, ensinar inglês e alemão, e fazer divulgação com sua igreja local.


Conforme disse, Rachel sempre gostou de combinar sua paixão pela música com suas outras paixões por evangelismo e línguas. Depois de frequentar a Faculdade da Bíblia em Londres, ela voltou para a Áustria, para se envolver com o desenvolvimento da igreja em uma pequena cidade. E foi então que ela teve contato com a equipe da OM. Rachel também já havia feito uma viagem de curto prazo com o OM para Romênia e sabia que a organização trabalhava com artistas internacionalmente. Em agosto de 2012, ela se juntou à OM para fazer o Ministério das Artes na Áustria.


Meu papel se concentra em duas áreas principais do ministério", explica Rachel. "O primeiro é o evangelismo e o discipulado com músicos, artistas e estudantes de artes. Faço estudos bíblicos regulares para os envolvidos nas artes, tanto em pequenos grupos quanto um a um. A segunda área é o evangelismo por meio das artes, incluindo muitos eventos pontuais." Ela também esteve envolvida na organização de muitos concertos e eventos de divulgação, incluindo casas de idosos, abrigos para pessoas em situação de rua e um salão de massagem! "Fizemos um show em um estúdio de ginástica", compartilha Rachel. "Depois, a gerente, que é uma senhora da nossa igreja com paixão pelo evangelismo, tinha 22 pessoas para acompanhar!"


Atualmente, dois estagiários estão trabalhando com Rachel, cumprindo uma de suas outras paixões. "Gosto de investir neles com estudos bíblicos e ler livros sobre artes, fé e missão, além de fazermos divulgações juntos", diz ela.


Do Coronavírus


Antes do confinamento, Rachel havia feito muitas perguntas a Deus sobre qual deveria ser o foco de seu futuro ministério. Ela estava questionando o valor da música e sua energia em relação a ela e sobre os músicos. Quando o confinamento chegou, ela se viu sem tocar música, além de gravações para serviços da igreja. Sentiu-se, no entanto, inspirada pela música edificante disponível em vários serviços on-line que levou-a a começar a tocar piano mais para si mesma. "Isso me levou a me sentir mais humana, e percebi, de novo, que não sou uma máquina de estudo bíblico, e que a música é um presente de Deus. Também notei, de novo, como Deus toca outras pessoas por meio da música", diz ela. Para Rachel, o confinamento confirmou o valor da música.


No mês passado (maio de 2020), as restrições de bloqueio na Áustria foram parcialmente atenuadas, com as pessoas, então, autorizadas a se reunirem, desde que cumpram as regras de distanciamento social e usem máscaras em espaços fechados. Após esse afrouxamento das restrições, Rachel e seus dois estagiários visitaram um parque local para tocar música e dançar. "Tivemos um resultado muito positivo, incluindo uma senhora comentando: 'São momentos em que você acha que a vida vale a pena de ser vivida', e eu fui capaz de entrar em uma conversa mais profunda com ela", lembra Rachel.


Quando as restrições de bloqueio forem mais atenuadas, Rachel espera voltar a fazer outras divulgações e o ministério em andamento. "É ótimo começar a fazer estudos bíblicos pessoalmente novamente", diz Rachel. "Espero que possamos remarcar o evento 'Casa', e tenho mais pessoas interessadas em se juntar a mim como estagiárias!"


A vontade de Rachel é usar a música e a dança como catalisador para o evangelismo e apoiar iniciativas de plantação de igrejas. "Um sonho é ir às aldeias vizinhas de uma determinada área da igreja no norte da Áustria para tocar música, falar sobre Jesus e convidar as pessoas para eventos na igreja", compartilha. "Eu tenho um coração para as artes, e eu acredito que a música é uma maneira não ameaçadora de dar às pessoas vislumbres da beleza e do amor de Deus!"


A OM está em campanha no mundo inteiro para trazer socorro por impactos causados pelo COVID-19. Sua oferta e orações são muito bem-vindas e necessárias. Acesse www.om.org.br/covid para ofertar para campos em necessidade imediata.

Tradução por Orlando Silva

Revisado por Eunice L. Amaro

Texto original aqui.

NOTÍCIAS

INSPIRE-SE

Notícias de Missões

Blog

CONTATO

(12) 3945-0047

comunicacao.br@om.org

CONTRIBUA

Online, clique aqui

Depósitos:

Banco Bradesco

Agência 0225-9 - Conta Corrente 20.311-4

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Copyright 2020. Operação Mobilização Brasil. Todos os direitos reservados. comunicao.br@om.org