• OM International

Combinando excelência profissional com obediência


#PenínsulaArábica “Eu quis ir a um dos países mais difíceis do mundo, onde não havia igrejas, porque eu queria fazer algo muito significativo para Deus,” diz Theresa.*


Ela chegou à região há mais de vinte anos, numa época em que as mulheres só conseguiam entrar no Oriente Médio graças à sua profissão. Como fisioterapeuta, Theresa disse que encaixar-se no mercado de trabalho foi natural.


Com o passar dos anos, Theresa casou-se e agora tem uma família. Mas continua a trabalhar em meio-período.


“Eu acho que é o trabalho mais legal possível, porque eu acabo conhecendo uma grande variedade de pessoas de diferentes nacionalidades, e posso seguir com as pessoas numa caminhada. Elas continuam vindo para tratamento, e se estiverem realmente abertas para o evangelho, eu consigo desenvolver uma amizade e ir mais fundo,” ela disse.


“Eu amo os muçulmanos, e quando me vi no Oriente Médio, me surpreendi com o quanto é mais fácil trabalhar e testemunhar em um país do Oriente Médio do que no oeste.”


Conforme ela deixa diariamente que o Espírito de Deus a preencha, Theresa tem facilidade para falar as pessoas através do transbordamento de sua relação com Jesus Cristo.


“Aqui neste país, muitas pessoas estão inseguras quanto ao seus trabalhos, ao seu futuro. Muitas vezes elas sentem que não podem voltar para casa por causa de guerras ou questões financeiras, e por isso passam por muito stress, que se manifesta em seus corpos; então tratamos seus corpos,” ela explicou. Com consultas frequentes e com o amor de Theresa, muitas pessoas se abrem a respeito das causas do seu stress. “Eu tenho a experiência que mostra como Jesus Cristo é o único que pode dar paz nas mais diferentes situações, então é fácil e natural para mim ouvir todas elas e então apontar para Jesus,” ela compartilha.


Uma mulher, que seria atendida por Theresa, lhe disse, “nossos corações são negros; seu coração é branco.”


“Você nem me conhece”, Theresa respondeu.


“Não, eu consigo ver, seu coração é branco,” a mulher insistiu.


“Aquilo pra mim foi uma bênção tão grande porque... ela não me conhecia 10 minutos atrás, mas era capaz de perceber o Espírito de Jesus Cristo em mim,” Theresa compartilhou. “Se nós nos tornarmos aquilo que Deus nos fez e nos enchermos da Sua presença, é fácil testemunhar.”


Viver uma vida missionária no Oriente Médio requer excelência profissional e humilde obediência diária a Deus, ela enfatizou. “Tenha Ele feito você uma mãe, um médico ou professor... atenda ao seu chamado fazendo o seu melhor, alinhado 100% com Deus, e então as coisas vão acontecer, porque Deus está trabalhando.”


*Nome alterado por questão de segurança


Tradução por Renato Alt

Revisado por Liliane Nascimento

NOTÍCIAS

INSPIRE-SE

Notícias de Missões

Blog

CONTATO

(12) 3945-0047

comunicacao.br@om.org

CONTRIBUA

Online, clique aqui

Depósitos:

Banco Bradesco

Agência 0225-9 - Conta Corrente 20.311-4

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Copyright 2020. Operação Mobilização Brasil. Todos os direitos reservados. comunicao.br@om.org