Quando Deus altera nossos planos


Por Kate Toretti

Tradução de Orlando Silva

Ariela, 28, é de Ushuaia, Argentina, a cidade mais ao extremo sul do planeta.

Aos 15 anos, Deus tocou seu coração para que ela fosse para o campo missionário. “ Foi uma ação Divina; Deus operando em mim. Ele disse qual seria minha tarefa: compartilhar Sua Palavra com as pessoas nas regiões menos alcançadas pelo Evangelho, “ disse Ariela. “ Escolhi minha profissão considerando que eu iria trabalhar com os desassistidos/desfavorecidos, crianças face algum tipo de risco e/ou perigo e crianças com algum tipo de deficiência. ” Com efeito, desde a infância, ela tinha tido um intenso desejo de, especificamente, trabalhar com o povo de Myanmar.

Depois de graduar-se em Psicologia Infantil, ela orou a Deus: “E agora? ” Depois que um amigo mencionou sobre um grupo trabalhando com refugiados no Oriente Médio, ela se engajou em uma missão de curto prazo e foi para essa região.

“Nessa época eu entendi que Deus tinha me chamado para trabalhar com as crianças mais necessitadas/desassistidas do mundo: as refugiadas, “ disse Ariela.

Enquanto orava por oportunidades para servir a Deus, a crise com os refugiados Rohingya, eclodiu em Bangladesh. Integrante de uma das mais rápidas, e intensas, crises de refugiados da história, os Rohingya, são parte de uma comunidade de muçulmanos de Myanmar. Mais de 800.000 homens, mulheres e crianças fugiram, a pé, para a vizinha Bangladesh, devido ao que a ONU chamou de ‘limpeza étnica’.