Perdendo tudo por Jesus


Por Rebecca Rempel

Tradução de Orlando Silva

Ao longo dos trilhos de trem, que levam cargas da costa da Tanzânia para o Norte do país, há uma pequena vila. Vivendo numa área predominantemente muçulmana, seus moradores, são, grosso modo, agricultores de subsistência: produzindo para seu próprio sustento e vendendo o excedente da colheita.

Yaro é de lá.

Casado e com dois filhos, * Yaro era um professor muçulmano. Além de ser bom conhecedor do Alcorão. Yaro, com o tempo, começou a questionar porque não se ensinava nas escolas sobre Jesus. Ele pensou: Por que não falamos sobre Jesus nas mesquitas se o próprio Alcorão enaltece suas virtudes e o cita tanto? Ao indagar seus líderes sobre isso, ele foi aconselhado a não fazer esse tipo de questionamento.

No entanto, um professor respondeu à sua pergunta. Ele disse: “Isso é um segredo; se começássemos a falar sobre Jesus nas nossas mesquitas seria melhor, então, abrirmos igrejas. ” Aquela resposta intrigou Yaro, e quando ele ouviu sobre o Evangelho ele entregou sua vida a Jesus.