Compartilhando histórias nas aulas de inglês


Por Nicole James

Tradução de João Marcos Hansen

Meg*, uma trabalhadora de longo prazo da OM, tem ensinado na África do Norte por mais de 20 anos. Inicialmente ela ensinava em grandes escolas com salas de aulas e currículos estritamente supervisionados. Mais tarde, ela desenvolveu um negócio freelance para que pudesse lidar com suas próprias aulas e contatos.

No outono de 2014, Meg participou do curso de contadores de histórias da OM, buscando meios para incorporar histórias no seu ensino. “Eu não sou uma evangelista, mas alguém que compartilha sua vida com as pessoas e compartilha o que Deus está fazendo, mas mesmo nisso eu senti que precisava ser mais direta,” Meg descreveu.

Enquanto ela via seus colegas incorporar histórias intencionais em seu próprio testemunho ao povo local, Meg se perguntava se deveria fazer o mesmo. “Se você tem uma história que aprendeu bem, terá a oportunidade de compartilhá-la. Está preparado, você tem ela ali, é intencional,” ela explicou.