• Julie Knox

Palhaços colombianos


Por Julie Knox

Tradução de Rodrigo Mendes

Revisão de Jéssica Ferri

Os membros da tripulação do Logos Hope foram encorajados a liberar a criança interior enquanto participaram de uma oficina de palhaço durante um dia.

Uma trupe de palhaços profissionais de Barranquilla, Colômbia, embarcou no navio para dirigir a oficina como meio de preparar os voluntários internacionais para se conectarem melhor com as pessoas sem terem que usar palavras.

Depois de uma manhã de jogos para quebrar o gelo e a discussão sobre as técnicas usadas, os membros da tripulação então se vestiram de palhaços e se apresentaram para o público visitante na Feira do Logos Hope e no Café Internacional.

O palhaço principal, Mario Bustillos, disse à equipe: "Um palhaço é como uma pessoa atuando em frente ao espelho sem ninguém vê-lo".

Pamela Mua (Papua Nova Guiné) levou o conselho a bordo quando foi sua vez de atuar. "Eu senti como se eu pudesse ser da maneira que evito ser quando não eu não quero me envergonhar. Quando é para fazer outras pessoas felizes, não me sinto tímida!", ela riu.

"Naquele momento nos esquecemos de nós mesmos! Nós fomos reais e espontâneos. O público estava super empolgado rindo junto conosco e cantando!", disse Christa Shipman (EUA).

Camilo Fernandez, que atua sob o nome 'Coco the Clown', é um artista mímico e músico cristão que compartilha sua fé através do drama. Ele interpreta histórias de amor, misericórdia e alegria. O artista diz que suas oficinas criam unidade e transmitem alegria. "É uma linguagem universal!", disse ele em espanhol.

E apesar dos instrutores não falarem inglês, os dez participantes da oficina puderam entender sem dificuldade. Annelie Menges (Alemanha) disse: "Não poderíamos ter feito melhor com a tradução. Usando o rosto e as mãos, conseguimos passar mensagem e nos conectamos em um nível mais profundo. Eu vou usar esse método enquanto trabalho na feira de livros quando os latino-americanos me fazem perguntas!".

Hannah Davidson (Australia) aprendeu que o propósito não era o de fazer um espetáculo de si mesmo e tentar ser engraçado. "É conhecer a pessoa com quem está e com a quantidade certa de gentileza, mostrar amor a essa pessoa com alegria. Eu acho que é algo que pode se aplicar a todas as conversas que temos", disse ela na conclusão do workshop.

Texto original aqui.

O ministério de Navios tem hoje 19 brasileiros atuando.

O papel da OM na Igreja é mobilizar pessoas para compartilhar o conhecimento de Jesus e Seu amor com cada geração em cada nação. A OM é pioneira e lidera iniciativas para resgatar vidas, reconstruir comunidades e restaurar a esperança em mais de 110 países.


NOTÍCIAS

INSPIRE-SE

Notícias de Missões

Blog

CONTATO

(12) 3945-0047

comunicacao.br@om.org

CONTRIBUA

Online, clique aqui

Depósitos:

Banco Bradesco

Agência 0225-9 - Conta Corrente 20.311-4

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Copyright 2020. Operação Mobilização Brasil. Todos os direitos reservados. comunicao.br@om.org