Mais do que um salário


Por Nicole James

Tradução de Rodrigo Mendes

Revisão de Jéssica Ferri

"Se você olha para a Península Arábica, há [estrangeiros] cristãos que trabalham em muitas facetas em toda a região", disse Sasha*. Ela e seu marido, Craig *, OMers há muito tempo, viveram em seu país anfitrião por dez anos. Craig sempre trabalhou em tempo integral, enquanto Sasha alternou entre trabalhar e cuidar da família.

Ter empregos no mercado local permite que os trabalhadores cristãos superem os desafios de credibilidade, proporcionando-lhes uma razão legítima para estarem em seus países de acolhimento. Salários complementam (ou fornecem) receitas financeiras. Trabalhar com os locais também permite acesso a comunidades menos atingidas.